Conecte-se

Futebol

Às vésperas do clássico Alvinegro, relembre grandes ídolos que jogaram pelos dois times

Amanhã é dia de clássico alvinegro e a rivalidade sempre foi grande. De um lado do campo Marinho, Pará e Soteldo deixam suas marcas na história do peixe. Do outro, Cássio, Fagner e Fábio Santos fazem o mesmo com a torcida corinthiana. E assim como Fábio Santos, atual lateral esquerda do timão já teve passagem pelo Santos, outros grandes ídolos dos dois times também tiveram. 

Edu Dracena

Foto: Santos FC

O zagueiro é conhecido não só pela atuação dentro das quatro linhas, mas também pela ótima liderança da equipe. Edu começou a se consagrar no futebol brasileiro em 2010, já na equipe santista. Foram 144 jogos no peixe e seis títulos: Recopa Sul-Americana de 2012, Libertadores de 2011, Paulista de 2010, 2011 e 2012 e Copa do Brasil de 2010.

Apesar das grandes conquistas, Edu Dracena viveu momentos de oscilação no Santos, principalmente depois da derrota de 4×0 para o Barcelona na final do mundial de 2011. E foi depois desses momentos de crise, juntamente ao atraso de salários, que Edu rescindiu o contrato com o peixe e assinou com o Corinthians. O contrato era de dois anos, mas o jogador atuou somente no campeonato brasileiro, onde foi campeão, mas pediu para sair, pois não sentiu que teve espaço no time.

Neto

Foto: O curioso futebol

Difícil quem não conheça o craque Neto, não só pelo futebol de excelência no Corinthians, mas também pelos comentários polêmicos na vida pós futebol. A atuação dele pelo time da capital é conhecida em todo o Brasil, foram sete títulos, cinco anos jogando e muito amor pelo timão, que ele assume até hoje. O que poucos sabem é que o Neto também atuou pelo peixe, em uma fase não tão boa do clube.

Dono de um chute venenoso e um temperamento explosivo, o Neto entrou para a folha salarial do Santos em 1994, ano em que o time chegou a ficar na lanterna do paulistão e o presidente da época, Miguel Kodja Neto, tinha decidido que o time precisava de um nome de peso. A decisão foi certeira, pois o clube terminou a competição em quarto lugar.

Foram apenas 18 jogos e seis gols com a camisa do Santos, e uma dessas atuações, um tanto quanto marcante, no dia 16 de novembro, o jogo terminou 2×1, com um belíssimo gol contra o clube onde era ídolo. Mas no final do ano, com a troca de presidente, Neto foi cortado por ser um dos jogadores que tinha o salário mais alto e o rendimento não ser o que o time achava suficiente.

Fabio Costa

Foto: Torcedores.com

São 345 jogos com a camisa branca e preta. Fábio Costa viveu os melhores momentos da carreira no Santos, quando foi contratado no ano 2000. Ao lado de Robinho e Diego, Fábio Costa conquistou o Campeonato Brasileiro de 2002 e foi vice-campeão na Libertadores no ano seguinte. 

Em 2003, Fábio Costa assinou contrato com o Corinthians, onde atuou até 2005. O jogador também jogou ao lado de grandes ídolos do timão, como Carlitos Tevez e Carlos Alberto, e conquistou dois títulos: o Troféu Osmar Santos e o Brasileiro de 2005. 

Mas não teve jeito, Fábio voltou para o Santos e consagrou sua história no time do coração. Foi titular e conquistou o Paulista de 2006 e 2007, mas apesar da boa fase, após um empate contra o Fluminense no segundo turno do Campeonato Brasileiro em 2006, Fábio ouviu provocações e foi alvo de uma enrascada, em que um grupo de 15 santistas o espancaram. Mas isso não desestabilizou o jogador, que permaneceu no clube até 2013, fazendo ótimas atuações.

Mesmo depois de aposentado, Fábio Costa continua interessado no clube. O ex-jogador era pré-candidato a vice-presidente do Santos na chapa de Esmeraldo Tarquinio, mas não chegaram a oficializar a candidatura da chapa.

 

Formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Com passagem pela editoria de esportes da Record TV, mas o futebol sempre foi a maior paixão.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Ricardo Santos

    16 de fevereiro de 2021 às 21:07

    Parabéns Giulia pelo trabalho sobre nosso peixão….
    Teve vários outros que jogaram no Peixe e no corinthians… Ricardinho, Viola, Rincón, Edmundo, Marcelinho Carioca.
    O Ricardinho e o Fábio Costa foram campeões brasileiros

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol

%d blogueiros gostam disto: