Conecte-se

Bastidores

Empresa audiovisual processa Santos por falta de pagamento em produção de documentário

Foto: Ivan Storti / Santos FC

O Santos foi processado pela empresa audiovisual Red Vision, no último dia 19. O motivo foi pela falta de pagamento do clube, que queria produzir um documentário ainda na gestão de Orlando Rollo. Os documentos obtidos pela reportagem do Meu Peixão ilustram que o contrato foi assinado em novembro do ano passado. Os custos podem chegar em até R$ 81 mil.

O nome do documentário foi definido como “Santos Futebol Clube – O Tempo Não Para“. O valor total da produção era de R$ 220 mil, com a fixação de uma parcela de entrada de R$ 50 mil, com prazo de pagamento em até 10 dias depois da assinatura do vínculo. O resto seria ressarcido em 10 parcelas de R$ 17 mil. No entanto, a multa por descumprir o acordo é de R$ 30 mil.

O vencimento das parcelas ocorria até o dia 10 de cada mês. Em cláusula, a empresa alega que começou a produção do documentário no dia 1º de dezembro de 2020 e terminou no dia 28 de fevereiro de 2021. Além disso, consta no vínculo que “caso o não cumprimento persista por mais de 30 dias, poderá esta rescindir o presente contrato e pleitear os direitos previstos nesta cláusula“.

>Veja mais notícias do Santos clicando aqui.

O valor da entrada foi pago pela diretoria do Peixe na gestão Rollo. A atual diretoria presidida por Andres Rueda deixou de quitar as demais parcelas de janeiro, fevereiro e março. A Red Vision tentou obter a quantia através de notificação extrajudicial, mas não obteve êxito, motivo pelo qual executou o contrato na Justiça. O clube ainda não foi citado.

Em contato com o Meu Peixão, o clube não quis se manifestar sobre o caso.

Formado em jornalismo pela Universidade Católica de Santos. Colaborou para o GloboEsporte.com, LANCE! e Esporte News Mundo.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Floreal

    30 de março de 2021 às 21:47

    Em 3 meses esse Rollo deu prejuízos incalculáveis ao Santos. Pergunto com que propósito? Interesses pessoais??? Financeiros?? Esse Rollo já tinha prejudicado a gestão do Odílio, foi ser vice do José Carlos Peres, e provocou centenas de incidentes para essa administração que já não era boa e boicotada por esse Sr imagine. Nunca viu o lado do Santos sempre o lado dele. A diretoria do Rueda deveria vir a público e mostrar o prejuízo que esse cidadão deu ao clube num mandado tampão. Deveria elencar quem ele contratou nesse período e o custo disso. Os associados tem que ter conhecimento de tudo,e se possível expulsa-lo do clube.

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Bastidores

%d blogueiros gostam disto: