Conecte-se

Futebol

Relembre as personalidades do esporte que morreram por causa da Covid-19

Foto: Reprodução Site Santos FC

O torcedor santista amanheceu nesta quarta-feira com uma triste notícia. Após o Brasil registrar mais de três mil mortes pela covid-19 em um único dia (3158 óbitos), o Santos informou em suas redes sociais a morte do ex vice-presidente César Conforti, em decorrência do novo coronavírus. O Meu Peixão recorda alguns famosos do  meio esportivo que entraram para as estatísticas desta pandemia.

Conforme anunciou em suas redes sociais “com muita tristeza recebemos a notícia do falecimento do Dr. César Augusto Conforti, ex vice-presidente do Santos FC. Conforti é mais uma vítima do Covid-19. Nossos sentimentos aos seus familiares e amigos”, Conforti foi mandatário do clube no triênio 2015-17. Cardiologista, já havia tomado a primeira dose da vacina mas não resistiu, morreu aos 72 anos. 

Ex-jogador do Peixe entre 1990 e 1992, Marcelo Veiga vestiu a camisa do clube em 97 oportunidades. Estreou na vitória contra o Santo André por 1 a 0 em fevereiro de 1990. Treinava o São Bernardo FC, quando foi acometido pelo vírus. Faleceu em 14 de dezembro de 2020, em Bragança Paulista.

Sérgio Santos vestiu o manto do Peixe por quatro temporadas, entre 1990 e 1994. Volante de oficio, jogou 70 vezes pelo clube. Morava em Indaiatuba, onde atuou descobrindo novos talentos para o futebol. Natural de Pedra Azul-MG, morreu em 18 de dezembro de 2020.

Com uma breve passagem pelo alvinegro praiano em 1983, já em fim de carreira, o ex-atacante argentino Leopoldo Luque de 71 anos, morreu em 15 de fevereiro deste ano. Campeão do mundo pela seleção em 1978, onde anotou quatro gols, o ex-jogador do River Plate e do Unión Santa Fé, não resistiu à internação e complicações causadas pelo novo coronavírus.

A Portuguesa Santista é outro clube da baixada vítima da Covid-19. Na última terça-feira (23), o técnico da Briosa Ubirajara Veiga, conhecido como Bira, morreu aos 66 anos por complicações da doença. Passou por clubes como Mirassol, Oeste, CRB, além de passagem pelo exterior no Mapau de Trinidad e Tobago, Destroyers da Bolívia e o FC Karija do Japão. Foi no ASA de Arapiraca que realizou seu maior feito em 2002, quando eliminou o Palmeiras na Copa do Brasil.

Sem saber se joga ou não joga pelo Paulistão, o Santos observa a Federação Paulista de Futebol traçar uma batalha pela não paralisação do esporte no estado. No dia 21 de fevereiro deste ano, o Peixe anunciou nota lamentando o falecimento de Roberto Cicivizzo Júnior, vice-presidente de segurança e prevenção de violência da FPF. Aos 53 anos, o profissional estava internado na cidade de Córdoba, na Argentina.

Jornalista graduada pela Universidade Metodista. Atualmente a única repórter de campo no ABC Paulista. Coleciona transmissões pela FPFTV, CBFTV e Santos TV.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol