Conecte-se

Futebol

Marcelo Fernandes critica arbitragem sul-americana e relembra outros lances polêmicos contra o Boca

Após a vitória por 1 a 0 contra o Boca Juniors, o auxiliar técnico Marcelo Fernandes criticou a atuação da arbitragem sul-americana, que foi bastante polêmica na noite desta terça-feira (11), na Vila Belmiro.

O auxiliar, que assumiu a equipe durante a partida após a expulsão do estreante Fernando Diniz, contestou o vermelho atribuído ao técnico e explicou o tumulto.

Então, sobre o que aconteceu com a arbitragem, eu volto a dizer: teve um problema de um cartão amarelo que foi dado errado para o Lucas Braga, na frente do quarto árbitro, e nós do banco falamos que foi dado errado o cartão para ele corrigir. E nisso, um cara da comissão técnica deles levantou e falou que era para o 41, que era o Jean Mota e que já tinha cartão amarelo. Aí foi quando todo mundo do nosso banco se revoltou, falou que estava errado e teve a confusão. O Diniz não teve nada a ver, volto a dizer. Ele foi injustamente expulso ao tentar separar. E o juiz, para dar um “cala a boca” nas duas equipes, expulsou os dois treinadores“, ressaltou.

Marcelo Fernandes reclamou também do pênalti não marcado logo no início do segundo tempo, quando a bola tocou na mão de Izquierdoz dentro da área e lembrou polêmicas recentes contra o Boca Juniors.

Quero deixar frisado que é o terceiro pênalti que a arbitragem sul-americana não dá em um Santos e Boca Juniors. É o terceiro pênalti. Hoje, mais uma vez, teve um pênalti claríssimo, nós vimos no vídeo depois. E, mais uma vez, não foi marcado o pênalti para a gente“, exaltou, lembrando o lance de Marinho na Bombonera na semifinal da edição 2020.

Com a vitória, muito celebrada por Marcelo Fernandes no apito final, o Santos chega à segunda posição do Grupo C, com seis pontos e dois gols de saldo, e ultrapassa justamente o Boca Juniors, com a mesma pontuação mas com um gol de saldo. No outro jogo do grupo, o The Strongest venceu o Barcelona de Guayaquil por 2 a 0, chegando aos três pontos, com oito gols negativos de saldo e ainda na última colocação do grupo. Os equatorianos seguem na liderança, com nove pontos e cinco gols de saldo.

 

21 anos, estudante de Jornalismo na UNISANTA. Apaixonado pelo jornalismo, fanático por futebol.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol