Conecte-se

Bastidores

Norberto Gonçalves renuncia a relatoria do Conselho Fiscal. Delegado Nico é candidato à vaga

Dr. Nico em participação no programa "Pânico" da Jovem Pan.

Após pedir afastamento temporário, o relator do Conselho Fiscal, o conselheiro efetivo Norberto Gonçalves renunciou ao cargo na última semana. É o segundo membro do Conselho Fiscal eleito em janeiro a renunciar. O conselheiro eleito Daniel Brandt saiu no último dia 12 e para seu lugar foi escolhido pelos conselheiros Fernando José Lima de Moraes na última segunda-feira (24). O presidente do Conselho Deliberativo, Celso Jatene ainda não convocou reunião para homologar a renúncia e eleger seu substituto. Porém, já tem um candidato à vaga: Osvaldo Nico Gonçalves. Delegado de Polícia conhecido nacionalmente por prender Fabrício Queiroz e por achar Gabigol no cassino ilegal, Nico é conselheiro de terceiro mandato no Santos, membro da Comissão de Riscos, e vice-presidente da Federação Paulista de Futebol. O nome de Nico surgiu em conversas do grupo de Andres Rueda e o presidente do Conselho Fiscal, José Eduardo Lopes, já convidou Nico a se candidatar e ele aceitou. O Meu Peixão confirmou a informação com Delegado Nico e com o presidente José Eduardo Lopes.

Dr. Nico prendendo Gabigol em cassino clandestino.

O Conselho Deliberativo tem dificuldades em conseguir candidatos entre os conselheiros para o Conselho Fiscal. O Estatuto do Santos obriga que os membros do órgão estejam, no mínimo, em seu segundo mandato no egrégio órgão e isso limita em apenas cerca de 200 conselheiros aptos a exercer o mandato. Cerca de um terço do órgão não estão aptos a participar por essa ou por outras proibições estatutárias (Parentesco com membros do Comitê Gestor, Participação em Comitê Gestor anterior, entre outras).

Os membros do Conselho Fiscal tem feito reclamações de ameaças anônimas enviadas a eles e seus familiares. A presença de Nico, uma notoriedade entre a Força Policial de São Paulo, deve inibir essas ameaças, caso o delegado seja eleito pelo plenário.

O Conselho Fiscal tem a responsabilidade de realizar a fiscalização dos atos dos administradores do clube, com a verificação do cumprimento dos seus deveres legais e estatutários. O conselho também pode opinar sobre o relatório anual da gestão e sobre as propostas dos órgãos da administração a serem submetidas ao Conselho Deliberativo.

Além de José Eduardo Lopes, o Conselho Fiscal do Santos conta atualmente com a presença de Bruno Peres Lopes (que deve assumir a relatoria) e com os integrantes Carlos Henrique da Fonseca e Fernando José de Moraes.  O órgão é independente do Conselho (apesar de ser obrigado estar Conselheiro para compor o órgão que também é eleito pelo plenário do egrégio Conselho) e da gestão.

Jornalista graduado pela Universidade FiamFaam. Santista, romântico da bola e amante do futebol varzeano. Colaborador no Cancha Santista e colecionador em transmissões na Equipe Líder, Rede Continua e Rádio Prorrogação

1 Comentário

1 Comentário

  1. Floreal

    27 de maio de 2021 às 10:17

    Já colocaram a pizza no forno para não expulsarem o investigador ex presidente Rollo

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Bastidores

%d blogueiros gostam disto: