Santos está próximo de anunciar Edu Dracena como o novo “homem forte” do futebol

Segundo informações divulgadas por Fabio Sormani, no site da ESPN, e confirmada pela equipe do Portal Meu Peixão, o capitão da conquista do tri da libertadores de 2011, Edu Dracena, está próximo de ser o novo comandante do futebol do peixe. A ideia é colocar um ex-jogador identificado com o Santos que possa ajudar o clube a sair da situação delicada que se encontra no campeonato brasileiro.

Edu Dracena foi informado sobre o interesse alvinegro na última segunda-feira (25), pelo presidente santista Andres Rueda. Antes de acontecer uma negociação, o ex-zagueiro pediu para que houvesse uma conversa primeiro com o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte. Após os mandatários entrarem em acordo, as negociações com Edu se iniciaram. O encontro contou com as presenças dos integrantes do comitê de gestão do Santos e O Dracena.

Atualmente, Edu Dracena ocupa o cargo de assessor técnico no Palmeiras. A resposta de Edu está prevista para acontecer ainda hoje (26), e logo após a confirmação, o novo “homem forte” do futebol vai descer a serra e começar a trabalhar para ajudar o peixe a sair da situação complicada que é o risco de rebaixamento pela primeira vez em sua história centenária.

Se, de fato, se confirmar a contratação, Edu Dracena vai trabalhar na parte operacional do futebol. O multicampeão com a camisa santista estará presente todos os dias no CT Rei Pelé, vai conversar com os atletas, ajudar a comissão técnica e ser a voz da diretoria para os jogadores. O CG santista acredita que um profissional sério como Edu Dracena pode passar mais confiança para o elenco e, com isso, auxiliar no desempenho dentro de campo para conquistar as vitórias.

A principio não haverão demissões de profissionais que trabalham no futebol. A diretoria vai manter Carille como treinador independentemente do resultado contra o Fluminense, na Vila Belmiro, amanhã (27), em rodada atrasada do campeonato brasileiro. Tudo pode mudar se algo trágico acontecer, porém, o pensamento até o presente momento é que as permanências sejam uma verdade na baixada santista.

Deixe uma resposta