Coluna da Vó: Finalmente um técnico com nosso DNA

Esperei alguns dias para escrever esta coluna, pois ainda acreditava que a diretoria do Santos pudesse trazer um novo treinador e que bom que isso não aconteceu.

Quando leio as notícias de que o Santos estava contatando alguns nomes para substituir Diego Aguirre a minha espinha gela e obviamente que espero pelo pior.

Afinal a trinca de 2023 nunca será esquecida.
Mas vamos falar do futuro. Marcelo Fernandes foi confirmado como técnico para o confronto contra o Vasco e acho que é o nome que deveria ser mantido até o final de 2023.

Marcelo Fernandes está longe de ser um gênio tático. Também não acho que deva comandar o Santos em 2024, mas é um cara que precisa estar sempre no Santos como auxiliar-técnico.

Faltam 14 partidas para o Brasileirão acabar e algumas coisas ficaram muito nítidas na partida contra o Bahia. Contra o Bahia foi sem dúvidas a melhor partida do Santos fora de casa neste Brasileirão. Não lembro de 15 minutos iniciais tão bons do Santos quanto os primeiros na Fonte Nova. Foi um rolo compressor, perdeu ao menos 3 chances de abrir o placar.

A mudança de postura dos jogadores foi o que mais me chamou a atenção neste jogo. A preguiça, a passividade deu lugar para um time que disputava cada bola e que correu incansavelmente durante os 90 minutos. Prova disso foi o gol do Furch ter saído nos acréscimos.

Sempre falo que o problema não é perder e sim como perder. O que mais irritava no Santos de Turra e Aguirre era a passividade como o time aceitava a derrota. Com eles no comando não teríamos virado contra o Bahia. O emocional mudou.

Outra coisa que ficou nítida é a mudança de jogadores e esquema tático. Mendoza e Rodrigo Fernandez não fizeram falta alguma. Qual era a dificuldade dos técnicos em ver que o Kevyson era a melhor opção na lateral/ala-esquerda?

Joaquim fez sua melhor partida com a camisa do Santos. Dodô jogou melhor como zagueiro pela esquerda. O sistema defensivo foi melhor nesta partida. Apesar de ainda sofrermos gol, vimos um sistema mais seguro com os 3 zagueiros. Jean Lucas jogou demais como 2º volante e na posição correta. Ele nem precisou ser substituído no intervalo, viu Aguirre?!

O Santos melhorou em todos os aspectos, mas se quiser fugir do rebaixamento precisa melhorar ainda mais. Lucas Braga não dá para ser titular do time e acho que o Marcelo Fernandes precisa achar uma vaga neste time para o Morelos. Marcelo Fernandes é um cara com o DNA santista, que sabe o que a torcida espera do time, que neste momento poderia muito bem pedir para a diretoria contratar um técnico e ele continuar como auxiliar sem colocar a sua cara a tapa. Mas é o contrário, ele não fica em sua zona de conforto, pois o seu único objetivo é ajudar o Santos a sair desta situação. E é exatamente de pessoas assim que precisamos neste momento.

Teremos uma pré-temporada até o jogo contra o Vasco na Vila Belmiro. Será o jogo mais importante do ano. Será um jogo dificílimo dado a subida de produção do Vasco, mas com a disposição que vimos contra o Bahia, o Santos tem motivos novamente para acreditar neste time.

Vida longa ao “presuntismo” no Santos!

Deixe uma resposta