Conecte-se

Futebol

“Realizei um sonho”, conta Byanca Brasil em entrevista ao Meu Peixão


Na última semana o Santos anunciou seus novos reforços para a temporada da equipe feminina e, entre eles, está a atacante Byanca Brasil. A atleta é a maior artilheira do Campeonato Brasileiro Feminino, com 48 gols marcados. Na última temporada, ela foi destaque do Internacional-RS, onde marcou 10 gols, ficando em terceiro lugar na artilharia da competição.

Byanca tem apenas 25 anos e, além do Internacional, teve passagens pelo Foz Cataratas, Centro Olímpico, Avaí/Kindermann, Corinthians e Wuhan Chedu da China. Na entrevista, ela nos contou o que está achando de Santos, suas expectativas para a temporada das Sereias da Vila, um pouco de como foi sua experiência na China e sobre a Seleção Brasileira; confira. 

1 – Primeiramente quero te desejar boas-vindas, que seja uma passagem de muitas conquistas. O que você está achando da cidade, do clube e da torcida santista (mesmo que de longe)?
Muito obrigada…Tô sendo muito bem tratada por todo mundo, tô conhecendo ainda porque está tendo bastante treino, então não está dando pra visitar muitos lugares. Mas só de ser uma cidade de praia, e eu como uma boa carioca, já fico muito feliz. A torcida está me recebendo muito bem, mesmo que de longe, nas redes sociais venho recebendo bastante mensagem e é o que nos anima e nos motiva a acordar cedo todos os dias e treinar pra dar nosso melhor dentro de campo.

2- Como se sentiu quando soube que o Santos tinha interesse em que fizesse parte das Sereias da Vila?
Eu fiquei muito feliz, e essa conversa já vinha há três anos. Esse ano não teve jeito, realizei um sonho que é jogar com uma grande camisa, em um clube bem estruturado, com grandes atletas e uma delas é minha ídola, a Cristiane.

3 – Você já jogou por 2 anos na China, como foi sua experiência lá? E como os asiáticos enxergam o futebol feminino, há uma valorização maior que o Brasil?
Foi minha maior experiência, não só como atleta, mas também como pessoa. Lá foi um lugar que eu passei realmente dos meus limites, e isso foiuma coisa boa, eu criei experiência e hoje olho o futebol com outros olhos. Eles são diferentes no pensamento, apesar de valorizarem mais as estrangeiras do que as atletas da China. Mas pelo menos no meu clube, sempre tive uma grande estrutura, torcida nos jogos, campo para treinar, academia, a alimentação não era tão boa para mim que sou brasileira, mas para as outras meninas sim, então as estruturas deles estão na frente apesar da parte técnica estar abaixo da nossa.

4 – Você é maior artilheira do brasileirão feminino e na última temporada ficou em terceiro lugar na artilharia da competição, pretende bater esse recorde no Peixe?
Sempre tenho como meta vencer o campeonato, porquê acho que é isso que marca o atleta, mas tenho objetivo de continuar mantendo essa marca apesar de ter jogadoras chegando bem próximo e não sei até quando vou manter (a marca) mas vivo de gols e independente do clube que eu estiver vou sempre estar buscando isso, fazer gols que é meu modo de ajudar a equipe e vou buscar a artilharia sim, mas o principal é o título.

5 – Quais as expectativas sendo comandada pela experiente técnica Chris Lessa?
Está sendo minha primeira experiência com a Lessa, não há conhecia (pessoalmente), mas desde o primeiro momento ela mostrou que me queria no time, no grupo, e o técnico estar disposto a me trazer para o clube conta muito para mim. A gente ainda não teve muitos momentos ainda, começamos a treinar com bola agora, estamos nos conhecendo, mas ela vem mostrando o estilo que ela quer, e isso está ajudando muito a gente, tenho certeza que vai ser um grande ano para todas nós.

6-Sobre a seleção brasileira, almeja ter uma oportunidade com a Pia Sundhage?
É o auge de toda atleta, tenho sim o objetivo de ir para a Seleção Brasileira e de ter essa oportunidade, mas o meu foco é aqui no Santos, honrar essa camisa, fazer gols e ajudar a minha equipe. E se for da vontade de Deus, se for opção pra Pia eu vou ficar muito feliz com essa oportunidade. Ela fala de parte física e inteligência de jogo que algo é a gente vem buscando e assim teremos mais oportunidades de ir pra lá. Mas o principal é dar nosso melhor dentro do clube. Meu foco total está no Santos porquê sei que fazendo um bom trabalho, a oportunidade na seleção brasileira virá. – finalizou a atacante.

Agradeço Byanca pela ótima entrevista. Alem do mais, desejamos boa sorte as Sereias e que seja uma temporada de muitas vitórias e títulos.

Estudante de jornalismo na Universidade Santa Cecília. Nascida no interior mas caiçara de coração, se mudou para viver seu amor pelo Santos de perto.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol