Conecte-se

Mantos Históricos

1983 e o vice do Campeonato Brasileiro

Foto: acervosantosfc

Salve, galera!

Dando sequência a história dos nossos mantos, hoje vamos falar um pouco de uma camisa histórica: a camisa de 1983.

A Topper, fabricante na época do nosso material esportivo, inovou na camisa para aquele ano, trazendo um tecido e um design diferente para os nossos uniformes.

Ao contrário da camisa do ano anterior, em 83 a nossa camisa trocou o tecido de algodão pelo “acrílico”, aquele tecido mais “brilhoso”, marca registrada de muitos fornecedores de material da década de 80. Além disso, a camisa tinha uma gola pólo, que entrou no lugar do decote em “V” simples da camisa de 82. O distintivo e o número continuaram sendo pintados. Ao contrário do ano anterior, o Santos fez uma bela campanha em 1983.

No campeonato paulista chegou até as semifinais, sendo eliminado pelo São Paulo. E no campeonato brasileiro, o Santos chegou ao vice-campeonato, quando venceu o Flamengo de Zico, Adílio, Junior e companhia limitada por 2 a 1 no primeiro jogo, mas acabou perdendo o segundo jogo no Maracanã por 3 a 0.

Esse segundo jogo, no Maracanã, traz duas curiosidades para a história do Santos.

A primeira porque foi o jogo com maior público na história do campeonato brasileiro: 155.235 pessoas estiveram presentes no estádio (eu fui uma delas, quando aos cinco anos de idade, meu pai em uma atitude irresponsável e maravilhosa me levou ao jogo, junto com minha mãe, onde assistimos a derrota na torcida do Flamengo).

E outra curiosidade é que foi este ano que o Santos teve em sua camisa, pela primeira vez, um patrocínio. Foi das Casas Bahia, e só nas costas do uniforme, em cima do número.

Fotos: acervo pessoal

Essa camisa, que faz parte da minha coleção, foi usada pelo Paulinho Batistote no segundo jogo da final do campeonato brasileiro de 1983, no Maraca.

 

Apaixonado pelo Santos e seus mantos.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Mantos Históricos