Conecte-se

Ídolos

A MORTE DE UMA LENDA

Há 2 anos, morria um dos maiores jogadores da história do Santos, Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho. O terceiro maior artilheiro do peixe passou por complicações causadas pela diabetes e morreu em sua residência no dia 11 de março de 2019. Coutinho já havia tido outras complicações por causa da doença em 2014 e já teve amputar alguns dedos do pé por causa dela.

O “Gênio de Pequena Área”, como ficou popularmente conhecido, jogou na “Era Pelé”, e foi considerado por muitos como um dos maiores parceiros de ataque do Rei. Ficou no Santos de 1958 a 1967, até se transferir para o Vitória da Bahia e ainda passar pelo Atlas do México. No Alvinegro Praiano, além de ter feito 368 gols em 457 partidas, Coutinho conquistou diversos títulos, entre eles: 5 Campeonatos Paulistas, 2 Libertadores, 2 Mundiais, 4 Torneios Rio-São Paulo, 2 Torneios de Paris e 5 Campeonatos Brasileiros. Além de diversos títulos pelos clubes em que passou, ele também esteve presente no elenco da seleção brasileira campeã mundial de 1962, e só não foi titular naquela copa por causa de uma lesão que sofreu na véspera dos jogos.

Pelé e Coutinho. Foto: AcervoUH/FolhaPress/FolhaPress

O atacante foi o jogador mais jovem da história a estrear com a camisa do Santos, com apenas 14 anos, contra o Sírio Libanês-GO, e já marcando gols em sua estreia. Vale lembrar de uma impressionante marca, que foi a de nunca perder um jogo para o Corinthians em todo tempo que esteve no clube. Ele também teve que acabar cedo com sua carreira, por conta de uma tendência que ele possuía para engordar – parou de jogar aos 30 anos de idade.

Coutinho será eternamente lembrado por suas grandes jogadas e parcerias com o Rei Pelé e por tudo que já conquistou com a camisa santista. Fica aqui o nosso agradecimento pelo que ele já fez pelo Santos e todas as alegrias que proporcionou para os brasileiros e principalmente para os santistas.

 

Estagiário no Meu Peixão e futuro Jornalista.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Guilherme Augusto

    11 de março de 2021 às 09:15

    Sempre surpreendendo, grande Leonardo

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Ídolos

%d blogueiros gostam disto: