Conecte-se

Bastidores

Com passaporte europeu e cotado em rivais, agentes temem negociar Cipriano. Entenda

O zagueiro Gustavo Cipriano, de 20 anos, está de saída do Santos. O contrato do jovem zagueiro se encerra hoje e o clube optou por não renovar o vínculo.

Foram levantados rumores de possíveis idas para Athletico e Corinthians, conforme apurado pelo Meu Peixão, mas os agentes aguardam a rescisão do contrato de formação, que excluiria a opção de exclusividade pela renovação que o Peixe tem direito até 30 dias após o fim do vínculo, para seguir as negociações. Com passagem pelo sub-19 da Lazio e com passaporte europeu, a Europa também pode ser seu novo destino.

Os agentes do jogador entendem que o clube está protegido legalmente e usam o exemplo de Yuri Alberto, que teve 10% dos direitos econômicos mantidos com o Peixe e uma renegociação de dívida com o Internacional, para acertar com o clube gaúcho. Como o Santos possuía prioridade na renovação, o Colorado precisou entrar em um acordo com o Alvinegro Praiano para levar o atacante.

Caso semelhante aconteceu com Taílson, hoje emprestado ao Coritiba, e que o Barcelona teria tentado contratar quando seu vínculo se encerrou, mas como o Peixe possuía prioridade, o clube catalão chegou até, segundo o ex-presidente José Carlos Peres, se retratar pelo ocorrido por meio de carta oficial. À época, o Peixe poderia ter sido ressarcido em cerca de R$ 1,5 milhão como indenização pelos custos de formação, como noticiado pela Gazeta Esportiva.

Um dos clubes apontados como possíveis destinos de Cipriano, o Athletico teve que indenizar o Santos em R$ 7 milhões pela contratação do zagueiro Robson Bambu. Uma vez que a justiça entendeu que o clube paranaense não respeito a prioridade do Peixe na extensão do vínculo com o zagueiro. Bambu se firmou no Furacão e foi vendido por R$ 48 milhões ao Nice, da França, em 2020.

>Veja mais notícias do Santos clicando aqui

Durante seus 15 anos de Santos, Cipriano fez parte de uma geração que revelou Yuri Alberto e Rodrygo, por exemplo, e que conquistou títulos nas categorias de base. O defensor chegou a ser capitão da equipe sub-20 e se emocionou na despedida do clube.

Hoje, sinto um turbilhão de emoções e sentimentos. Mais um ciclo que se encerra e novas portas que se abrem. Foram 15 anos e tenho certeza que fiz o meu melhor. Agradeço demais ao Santos por todos os ensinamentos passados. Levarei este clube para sempre comigo“, disse.

A empresa que cuida da carreira do atleta administra também as dos meio-campistas Kevin Malthus, que renovou recentemente até março de 2026, e Gabriel Pirani, que negocia extensão de seu vínculo.

O defensor teve uma curta passagem por empréstimo pela equipe sub-19 da Lazio, entre 2019 e 2020. No retorno, no sub-20 do Santos, atuou em nove partidas. O zagueiro foi tido por algum tempo como uma grande promessa das categorias de base do clube, mas não chegou a se firmar e sequer recebeu oportunidades no elenco profissional.

 

21 anos, estudante de Jornalismo na UNISANTA. Apaixonado pelo jornalismo, fanático por futebol.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Floreal

    30 de abril de 2021 às 12:54

    Não tem espaço em time famoso nenhum. O empresário que tem bom relacionamento com a imprensa e portais tenta a todo custo colocar o jogador no mercado. Realmente o Santos durante 15 anos sustentou esse jogador, e agora o clube que tanto quer contratar tem medo de pagar 1 milhao e meio. Conversa.

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Bastidores

%d blogueiros gostam disto: