Conecte-se

Futebol

Presidente do Santos assume erro em deixar Madson fora do Paulistão: “Que nunca mais aconteça”

O presidente do Santos assumiu a culpa em relação a deixar o lateral-direito Madson fora da lista do Campeonato Paulista. E relembrou até o caso Sánchez na Copa Libertadores de 2018 para explicar a decisão final.

A diretoria do Peixe colocou o zagueiro Derick na lista A, esgotando as 26 vagas. Sendo assim, não pôde inscrever o lateral-direito Madson. Com 17 anos, o defensor era para ser inscrito na lista B, criada para os atletas da base com até 23 anos.

O Santos tentou até dialogar com a Federação Paulista de Futebol, mas sem êxito. A partir do mata-mata, o Alvinegro poderá realizar quatro mudanças nas listas, segundo consta no regulamento da FPF.

“Quem foi responsável, quem errou fui eu. Na verdade, quem é o responsável por tudo de bom e tudo de errado é o presidente. Eu cometi esse erro, coloco nas costas. Por que aconteceu? Lá atrás, quando aconteceu uma coisa não tão simples, muito mais grave, que a gente perdeu por causa do Sánchez. Qual a solução? Mandar estagiário embora. Mandaram e nunca mais viram o processo para ver o que aconteceu. Erramos? Ótimo, pode acontecer. Mas é exigência da gestão, é ver para que nunca mais aconteça. Precisa ter a checagem. O responsável é o presidente”, comentou Rueda, em entrevista coletiva, nesta segunda-feira.

>Veja mais notícias do Santos clicando aqui

Formado em jornalismo pela Universidade Católica de Santos. Colaborou para o GloboEsporte.com, LANCE! e Esporte News Mundo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol