Conecte-se

Futebol

Rival, mas referência em posição improvisada: Balieiro procura ter currículo de Dani Alves no Santos

Vinicius Balieiro tem menos de um ano no profissional do Santos, mas chamou atenção do técnico Ariel Holan. Embora seja volante de origem, o camisa 17 mostrou serviço na lateral direita e marcou dois gols nos últimos dois jogos em que foi titular no setor.

Balieiro “aproveitou” as ausências de Pará (Covid-19) e Madson (fratura em duas costelas), para ser opção na lateral. Ele chegou a atuar no setor em algumas oportunidades nas categorias de base do Alvinegro. O desempenho nos treinamentos fez Holan o classificar como uma “grata surpresa”.

A lesão de Sandry deve colocar o volante novamente no meio-campo, mas Balieiro já tem uma referência quando retornar à lateral direita. E essa inspiração joga no rival do Peixe.

“Na lateral direita eu me inspiro bastante no Daniel Alves, que estava no Barcelona. Ele era um grande lateral, na ocasião, também teve boas passagens pela Seleção Brasileira”, falou Balieiro, em entrevista exclusiva ao Meu Peixão.

“Foi uma novidade (atuar como lateral-direito), eu já tinha atuado algumas vezes na base, mas no profissional, não. Ele (Ariel Holan) passou tranquilidade para atuar, principalmente na Libertadores. Ele disse que era pra jogar tranquilo, que estaria comigo. Cheguei a treinar alguns dias antes, então foi tranquilo”, acrescentou o atleta.

>Veja mais notícias do Santos clicando aqui

 

O Santos teve mais de duas semanas de preparação para enfrentar o San Lorenzo, da Argentina, pela terceira fase da Pré-Libertadores. Em meio à indefinição das próximas rodadas do Campeonato Paulista, Balieiro aprovou os treinamentos em dois períodos de Holan em Atibaia. O Menino da Vila detalhou a rotina no interior paulista.

“Nunca é bom ficar parado, a gente perde um pouco de ritmo. O Ariel tem procurado deixar os treinos mais intensos. Quando termina o treino, fazemos sempre um complemento para melhorar a parte física. Acredito que a gente vai bem nas próximas partidas. Os treinos em dois períodos ajudam bastante, porque de manhã ele pode fazer um treino específico e à tarde um tático. Isso tem ajudado a gente”, comentou.

Alison e Balieiro devem atuar no meio-campo do Peixe. A única dúvida do comandante argentino no setor está entre Jean Mota e Gabriel Pirani.

Um provável Santos contra o San Lorenzo é: João Paulo; Pará, Luan Peres, Kaiky Fernandes e Felipe Jonatan; Alison, Vinicius Balieiro e Jean Mota (Gabriel Pirani); Marinho, Marcos Leonardo e Ângelo.

Formado em jornalismo pela Universidade Católica de Santos. Colaborou para o GloboEsporte.com, LANCE! e Esporte News Mundo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol