Conecte-se

Santos FC

Rueda é contra o preço das camisas do Santos: “Nem todos podem comprar”

Na última sexta-feira (16), o presidente do Santos, Andres Rueda, concedeu uma entrevista para a rádio Massa FM de São Paulo. Dentre alguns assuntos, estão o preço das camisas para os torcedores, tornar o Alvinegro e a Vila Belmiro como pontos turísticos e o retrofit da Vila Belmiro.

Ao ser questionado sobre o alto valor das camisas oficiais do clube, o mandatário foi contra.

“Na verdade, não tem muito sentido o clube, só ter a sua camisa oficial, com marca, camisa de jogo, ao preço que nem todo torcedor tem acesso. Então, isso acaba gerando um mercado paralelo, pirata e que tá aí, existe, não adianta combater. Muitas coisas são feitas pra combater, mas não consegue se acabar. Então, no meu entendimento, a medida inteligente é o seguinte, vamos nós, junto com o nosso fornecedor, criar uma camisa, vamos chamar entre aspas, de segunda linha, ao preço acessível. Aí, o nosso torcedor, que não tenha condições financeiras de comprar uma uma camisa de jogo, ele pode ter acesso a uma camisa oficial do clube e é um preço que entra no bolso dele”, comentou Rueda.

Além de de falar sobre as camisas, Rueda citou os planos para tornar o Santos e a Vila Belmiro em um lugar que atraia turistas.

“A cidade de Santos por si só já é um ponto turístico fantástico. A nossa gestão, nós estamos com vontade de incentivar sim o acesso à Vila, que o pessoal venha conhecer mais ainda o nosso memorial das conquistas, ele tem uma frequência até que boa, mas a gente quer que mais pessoas venham a Santos, conhecer o memorial, conhecer o museu Pelé, a gente tá com uma ideia que parece simples, eu não entendo até agora, porque a gente não implantou. Nós vamos colocar um quiosque lá no porto, vendo artigos do Santos e fazer excursões, sai do porto, esses navios que fazem esses cruzeiros, para no porto, coloca no ônibus, desce na Vila, conhece o memorial, conhece a cidade. Então, isso são coisas pequenas, mas que Infelizmente, não foram implantadas. Muitas vezes o pessoal fica pensando, só nas coisas grande e esquece de detalhes pequenos, que ajudam muito o clube, a cidade. Quem não gostaria de estar em Santos pra conhecer a vila de Pelé e Neymar. Daí você tem que explorar e vamos fazer com certeza”, comentou, antes de falar sobre o projeto do retrofit da Vila.

“Essa semana a gente vai ter uma uma reunião muito importante com a construtora, com a WTorre (empresa responsável pela elaboração do projeto), onde eles vão apresentar o projetor arquitetônico definitivo , de manhã, e a tarde a gente vai sentar pra discutir o aspecto comercial, ou seja, quanto vai custar a obra, quanto tempo vai ser o contrato, o percentual que fica para o Santos pela exploração do estádio, das lojas, estacionamento, shows e quanto fica com ela. Com o negócio fechado, o Comitê de Gestão aprovando isso, a gente vai levar para o Conselho Deliberativo […], a gente faz questão que mesmo passando pelo conselho, queremos que seja feito uma assembleia pra aprovação ou não dos sócios. Uma coisa assim que deve ser um contrato de vinte, vinte e cinco anos”, emendou.

A entrevista, na íntegra, está disponível na página do Facebook da Massa FM São Paulo, onde o Presidente ainda abordou mais alguns assuntos.

Estagiário no Meu Peixão e futuro Jornalista.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Santos FC