Conecte-se

Colunas

Santos teve 15 técnicos nos últimos dez anos

Com um trabalho que durou dois meses e quatro dias, Ariel Holan pediu demissão e teve sua saída do Santos anunciada na manhã do último dia 26 de Abril. Agora o Peixe volta à estaca zero e busca por um nome no mercado para ocupar o cargo deixado pelo argentino.

Ariel Holan promete Santos ofensivo e diz que vai apostar na base: "Vejo  muito potencial" | santos | ge
Ariel Holan em sua apresentação. Foto: Divulgação


Em 12 jogos à frente do Santos, Ariel Holan obteve quatro vitórias, três empates e cinco derrotas. Um aproveitamento de 41,67%. Agora, a diretoria santista retomará um trabalho que já se transformou em rotina no clube, pelo menos nos últimos dez anos.

De 2011 para cá, o Santos teve 15 treinadores ocupando o cargo. Desde treinadores renomados, passando por apostas e chegando também nos interinos. Curiosamente os únicos dois treinadores nessa lista que ficaram no cargo por mais de 100 jogos também são os que conseguiram ganhar títulos, com exceção de Marcelo Fernandes, campeão paulista em 2015.

Em dois meses, Muricy acerta o Santos e conquista a América |  globoesporte.com
Muricy Ramalho abraçado com Pelé na comemoração do tri campeonato do Santos na Libertadores. Foto: Reprodução

Muricy Ramalho e Dorival Junior foram os únicos dois treinadores nos últimos dez anos que conseguiram atingir mais de 100 jogos. Muricy esteve no Santos de 2011 até 2013. Foram 150 jogos com 72 vitórias, 42 empates e 36 derrotas. O técnico conseguiu quatro títulos com o Peixe. Campeão Paulista e da Libertadores em 2011 e campeão Paulista e da Recopa em 2012.

Veja fotos do técnico Dorival Junior - Gazeta Esportiva
Dorival Junior em sua segunda passagem pelo Peixe. Foto: Reprodução


Já Dorival Junior, que havia sido também treinador em 2010, voltou em 2015 e permaneceu no cargo até 2017. Ao todo, contando as duas passagens, foram 188 jogos com 111 vitórias, 34 empates e 43 derrotas. Dorival, que em 2010, havia conquistado o Campeonatos Paulista e da Copa do Brasil. Também venceu mais um Paulista em 2016.

Muricy e Dorival foram dois pontos fora da curva nesses dez últimos anos, já que a grande maioria dos técnicos que passaram pelo Peixe não conseguiram atingir nem muitos jogos, tampouco vencer campeonatos. Em 2011, ano que o Santos venceu a Libertadores, o clube começou com Adilson Batista como treinador. O técnico ficou por apenas 11 jogos com 5 vitórias, 5 empates e somente uma derrota.

Após a demissão de Adilson, Marcelo Martelotte foi quem assumiu o comando de forma interina até a chegada de Muricy. Depois de grande sucesso e títulos, o treinador multicampeão foi demitido e quem passou a comandar o Santos foi Claudinei Oliveira que havia sido campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, titulo que o Santos não ganhava desde 1984.

A expectativa com Claudinei foi se perdendo aos poucos e já na virada do ano, em 2014, assumiu Oswaldo de Oliveira que tinha feito um bom trabalho com o Botafogo no ano anterior, levando o time carioca para a Libertadores depois de 18 anos sem disputar a competição. Oswaldo chegou junto com a contratação mais cara da história do Santos, o centroavante Leandro Damião, que custou mais de 40 milhões de reais. Nem o treinador e nem o jogador conseguiram se firmar.

Mesmo em boa fase, Santos demite Enderson Moreira - ESPN
Enderson Moreira quando trabalhou no Santos. Foto: Reprodução


Ainda em 2014, Oswaldo foi demitido e Enderson Moreira veio para tentar mostrar que o trabalho realizado por ele no Goiás não foi apenas um acaso. Enderson também não conseguiu ir bem ficando por apenas 30 jogos.

Após a saída de Enderson no Campeonato Paulista de 2015, Marcelo Fernandes, então auxiliar, assumiu e conseguiu ser campeão paulista contra o Palmeiras. O título do estadual deu forças para o treinador que foi mantido no cargo. No Campeonato Brasileiro do mesmo ano, o desempenho não foi bom e a então diretoria decidiu por realizar uma troca. A solução foi Dorival Junior.

Dorival teve o sucesso que dele se esperava, conquistou um título, que foi o último do Santos até agora, e fez o time jogar bem. Em 2017, já desgastado, o treinador deixou o cargo. O ex-jogador e ídolo da torcida Elano, até então auxiliar, assumiu interinamente até a chegada de Levir Culpi. O experiente treinador também não teve um bom desempenho, ficou por 31 jogos no cargo e antes da virada do ano foi demitido.

Santos despede treinador Jair Ventura - Brasileirão Serie A - SAPO Desporto
Jair Ventura esteve no Santos em 2018. Foto: Reprodução

Em 2018, a ideia da nova gestão que havia acabado de assumir o clube foi de apostar em um jovem treinador que parecia promissor. O nome escolhido foi o de Jair Ventura, filho do tri campeão mundial Jairzinho , que nunca desempenhou o que dele se esperava, mesmo com um ataque poderoso com Rodrygo, Bruno Henrique e Gabigol. Jair Ventura saiu e quem assumiu foi Cuca.

Após estreia com derrota, Cuca vê Santos melhor, mas diz: "Não tivemos  eficácia" | santos | ge
Cuca comandando o Santos. Foto: Reprodução

Também experiente e com títulos importantes, Cuca melhorou o time, mas, com alguns atritos internos, pediu para deixar o cargo no fim do Campeonato Brasileiro daquele ano. Em 2019, o argentino Jorge Sampaoli chegou e surpreendeu a todos. O nome do treinador não era esperado, mas chegou e fez jus ao que dele se esperava. Tecnicamente, dentro de campo foi um trabalho excelente, mas por conta de um relacionamento conturbado dentro do clube, o ex-treinador da Seleção Argentina não quis permanecer e deixou o Santos.

Por fim, chegamos em 2020. O escolhido da vez também foi estrangeiro. Jesualdo Ferreira, português de 73 anos, na época, assumiu, mas não conseguiu agradar, permanecendo por apenas 15 partidas. Após a saída de Jesualdo, novamente Cuca chegou para tentar arrumar a casa e conseguiu. O treinador levou o Peixe para a final da Libertadores da América, mas preferiu deixar o cargo ao fim da temporada, que acabou já em 2021, por conta da pandemia de Covid-19.

Ariel Holan foi o último a permanecer no cargo. E agora, qual será o escolhido da vez?

Vejam todos os treinadores que passaram pelo Santos de 2011 até a presente data em ordem cronológica.

2011 – Adilson Batista, Marcelo Martelotte (interino) e Muricy Ramalho;
2012 – Muricy Ramalho;
2013 – Muricy Ramalho e Claudinei Oliveira;
2014 – Oswaldo de Oliveira e Enderson Moreira;
2015 – Enderson Moreira, Marcelo Fernandes e Dorival Júnior;
2016 – Dorival Júnior;
2017 – Dorival Júnior, Elano e Levir Culpi;
2018 – Jair Ventura e Cuca;
2019 – Jorge Sampaoli;
2020 – Jesualdo Ferreira e Cuca;
2021 – Cuca e Ariel Holan.

 

Fontes e Referências:
Centro de Memória e Estatísticas do Santos;
Almanaque do Santos;
Acervosantosfc.com.

Jornalista graduado pela Universidade FiamFaam. Santista, romântico da bola e amante do futebol varzeano. Colaborador no Cancha Santista e colecionador em transmissões na Equipe Líder, Rede Continua e Rádio Prorrogação

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Colunas