Conecte-se

Futebol

Pelo Santos, Diniz reencontra São Paulo pela primeira vez após demissão em fevereiro

Neste domingo (20), às 18h15, quando Santos e São Paulo subirem ao gramado da Vila Belmiro para realizarem o clássico pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Fernando Diniz reencontrará se ex-clube pela primeira vez desde que deixou o Morumbi, no início de fevereiro.

No Morumbi, o trabalho durou pouco mais de um ano. Contratado em setembro de 2019, Fernando Diniz nunca conseguiu cair nas graças da torcida, mas com a diretoria bancando seu trabalho, conseguiu ser líder do Campeonato Brasileiro de 2020 por algumas rodadas, com folga e com a a equipe apresentando um bom futebol, mas o time acabou caindo de rendimento no final da temporada e Diniz foi dispensado do cargo em 1 de fevereiro após uma série de sete jogos sem vencer.

Ao todo, Diniz comandou o São Paulo em 74 jogos, com 34 vitórias, 20 empates e 20 derrotas, com aproveitamento de 54,95%.

Na entrevista coletiva após a derrota por 1 a 0 para o Fluminense, Diniz comentou o reencontro com o ex-clube e com os amigos que fez no Morumbi.

Sempre acontece nos clubes que eu trabalho (criar amizades), não é exclusividade no São Paulo. A gente faz relações que são para a vida. Não são só relações esportivas porque eu não sei separar minha vida particular da vida profissional, então acabo aprofundando minhas relações com membros de comissão, com jogadores e com mais pessoas. Recebi muitos telefonemas e recebo até hoje, não só do São Paulo, mas do Fluminense, do Athletico Paranaense, do Audax. Todos os clubes que eu passei eu mantenho boas amizades.“, disse, antes de ressaltar que o objetivo é fazer o melhor para o Santos alcançar seus objetivos.

Isso faz parte do futebol (reencontrar ex-clube). Por onde eu passo, procuro dar o meu melhor e agora eu estou no Santos e vou fazer tudo que for possível para o Santos alcançar seus objetivos dentro da temporada. Vai ser bom rever alguns ou muitos amigos que eu fiz no São Paulo. Mas o meu interesse único e exclusivo é fazer o melhor para o Santos.“, explica.

Em 7 de maio deste ano, Diniz foi anunciado pelo Santos como novo técnico da equipe e, com um mês e meio de trabalho, esteve à frente da equipe em sete partidas, com quatro vitórias, um empate e duas derrotas. Enquanto estava suspenso na Libertadores por expulsão na estreia contra o Boca Juniors, seu auxiliar-técnico Márcio Araújo o substituiu em duas partidas e obteve duas derrotas. No total, são nove jogos, quatro vitórias, um empate e quatro derrotas, com aproveitamento de 48,15%.

21 anos, estudante de Jornalismo na UNISANTA. Apaixonado pelo jornalismo, fanático por futebol.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol