Conecte-se

Bastidores

Herói da noite histórica, Lucas Barbosa vibra com gol especial “teve algo diferente”

Foto: Staff Images/Conmebol

Não existe nenhuma dúvida de que a noite do dia 18 de maio de 2022 será eternamente lembrada pela torcida santista. Também não existe dúvidas de que, para um jogador em especial, essa noie citada será sempre festejada. Estamos falando do Menino da Vila, Lucas Barbosa.

Lucas Barbosa entrou no meio do segundo tempo da partida contra o Unión La Calera em que o clube precisava vencer para continuar na busca por sua classificação na Copa Sul-Americana. Tudo caminhava para ser um empate bem amargo para o Peixe, até que chegaram os acréscimos.

O Unión La Calera segurava o jogo, levou a bola para a linha de fundo, Léo Baptistão perdeu a cabeça e agrediu o adversário que o provocou. Começou a confusão, Baptistão foi expulso junto com o jogador do time chileno, a partida demorou para ser retomada. Após tudo ter sido controlado, o jogo recomeçou e o árbitro deixou a bola seguir e o milagre aconteceu.

Lucas Barbosa sofreu uma falta. Todos os jogadores foram para a área, inclusive o goleiro João Paulo. Lucas Pires cruzou, a zaga tirou e a bola sobrou para Sandry que colocou a bola novamente na área. Lucas Barbosa dominou no peito e estufou as redes. Uma verdadeira explosão de felicidade. O Santos conseguiu o gol. E que gol!!!!

O herói santista falou sobre esse momento incrível para o time e, principalmente, para si mesmo. Foi certamente o gol mais importante da carreira do jogador até aqui em sua breve carreira. Para Barbosa, foi uma noite diferente e a atmosfera da Vila Belmiro ajudou muito.

“Que noite mágica! Isso é Santos Futebol Clube. Um time que não desiste, que luta até a última bola e que briga pelo resultado na sua casa. Ontem foi mais uma dessas tantas noites especiais na Vila e fico feliz de ajudar a escrever essa história”, disse Lucas Barbosa.

“Sempre digo que marcar um gol com essa camisa é muito especial, mas o de ontem teve algo diferente. Quando eu entrei em campo, já no segundo tempo, estava confiante que iria marcar. Eu sentia que o gol da vitória poderia sair dos meus pés. E fico muito feliz por ter feito (o gol) e ajudado o time a vencer”, continuou.

“A Vila é a nossa casa, onde a gente fica confortável e o adversário desconfortável. Tem que ser assim. Vivemos uma boa sequência jogando com a nossa torcida e queremos seguir assim. Sábado vamos estar de novo de na frente da nossa torcida e espero que a gente saia com outro bom resultado”, concluiu.

Jornalista graduado pela Universidade FiamFaam. Santista, romântico da bola e amante do futebol varzeano. Colaborador no Cancha Santista e colecionador em transmissões na Equipe Líder, Rede Continua e Rádio Prorrogação

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Bastidores