Conecte-se

Futebol

Empresário defende contrato de Sabino e diz: “Tenho mais história positiva no Santos do que essa diretoria”

A renovação do zagueiro Sabino com o Santos ainda é pauta no clube. O empresário do atleta, Luiz Taveira, defendeu o contrato do jogador e afirmou que trouxe retorno financeiro ao Peixe nos últimos anos.

Ainda na gestão de transição de Orlando Rollo, Sabino teve um acordo verbal pela renovação. Ele começaria a receber salários de R$ 200 mil, com acréscimo de mais R$ 80 mil no final do contrato, em 2024. Em luvas, o valor chega a R$ 1 milhão. Após quatro meses, ele está perto de se transferir para o Sport.

“O contrato foi feito na gestão de maneira legal, com poderes para tal”, resumiu o empresário ao Meu Peixão, antes de se defender e relembrar seu histórico recente de negociações no Peixe.

“Cleber Reis e Rodrigão foram pedidos do Dorival (Jr). Fabián Noguera foi indicação do Augusto Castro (empresário), que enviou um vídeo para o Dagoberto (gerente do Santos à época). Só fui checar porque não o conhecia. Quem fez a proposta foi o Santos. Consegui um desconto de mais de 30 milhões de euros na primeira negociação com a Doyen. Ajudei a vender o Zé Love por R$ 19 milhões sem comissão à época. Houve resultados esportivos com as indicações de Vanderlei e Ricardo Oliveira. Eu tenho mais historia positiva no Santos do que este Comitê Gestor inteiro”, completou.

>Veja mais notícias do Santos clicando aqui

Sabino fez apenas uma partida pelo Santos na atual temporada. Ele marcou o gol no empate contra a Ferroviária há um mês. Depois disso, não atuou e treinou separadamente dos demais. A indefinição política do Sport é um entrave para a assinatura do defensor.

Formado em jornalismo pela Universidade Católica de Santos. Colaborou para o GloboEsporte.com, LANCE! e Esporte News Mundo.

5 Comentários

5 Comentários

  1. A. CANDEIA F.

    7 de abril de 2021 às 19:20

    Luis Taveira e seus filhos, são atravessadores, acostumados a ganhar dinheiro na gestão Modestíssima. Lembro-me quando foi até a Alemanha, buscar o Cléber Chinelinho Reis e lá ficou por quase duas semanas, para trazer esse “fenômeno”, custando os olhos da cara. Hoje diz que foi Chorival Jr. quem pediu, o mesmo, diga-se de passagem, indicou também Leandro Donizeti, com contrato de 5 anos, recebendo R$ 200 mil de salários, mais R$ 100 mil de luvas, todos os meses. L. T. trouxe também o Copete, que era banco no Atlético Nacional e até hoje mama nas têtas da baleia. A nova diretoria, está sim, até hoje, tentando pagar por algumas dessas negociatas, com os perébas encalhados na Vila Belmiro.

  2. Akram JK

    7 de abril de 2021 às 19:20

    Se esse empresário trouxe o Cléber reais , Rodrigão, e ainda Nogueira ! Deus me livre . O problema esse cara tem boca d+ , falou e falou mas não falou da comissão de um milhão para ele do contrato do Sabino ! Emmm?

  3. Floreal

    7 de abril de 2021 às 15:15

    Esse aí t relações profundas com Modesto Roma,e era o empresário preferido do Modesto, inclusive teve participação naquela eleição fraudulenta ,que apareceram uns chineses para votar

  4. Luiz Basilio

    7 de abril de 2021 às 13:37

    Esse empresário trouxe para o Santos Cleber Reis e Rodrigão e Fabian Nogueira. só ai já apaga tudo que fez de bom.

  5. Hamilton Viana

    7 de abril de 2021 às 13:10

    Au é??! Então pq ele não aceitou renegociar e ajudar o Santos dessa vez??

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol

%d blogueiros gostam disto: