Conecte-se

Futebol

Holan explica nova formação em vitória do Santos e defende jovens: “Estão em processo de adaptação”

O treinador Ariel Holan entrou com uma formação diferente na vitória do Santos sobre a Internacional de Limeira, por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. O argentino preferiu escalar três zagueiros e alternar entre o 5-3-2 e o 3-5-2.

Durante entrevista coletiva virtual, Holan explicou suas ideias, mas avisou que o time titular deve atuar diferente. A vitória colocou o Santos na primeira posição do Grupo C, com nove pontos.

“São opções, mas hoje buscamos a altura também. Queríamos fazer um bom jogo na bola parada a favor e contra. E queríamos fazer um jogo nas transições, quando atacamos, que a equipe estivesse bem posicionada. Por isso decidimos jogar dessa maneira. Mas o time titular tem outro estilo de jogo, outra maneira de jogar. Vamos seguir fazendo alternativas para os diferentes times que vamos escalar”, comentou Holan.

>Veja mais notícias do Santos clicando aqui

O time reserva do Santos no Campeonato Paulista ainda não atingiu às expectativas dos torcedores, que reclamam de alguns jogadores. O treinador argentino saiu em defesa dos Meninos da Vila e explicou que os jovens estão pegando experiência durante a competição estadual.

“Trabalhando e melhorando. Às vezes o time tem riscos, mas isso é parte de um processo da forma de jogar. Eu acredito que o trabalho, as partidas, os treinos, todos os jogadores vão crescer muito e cada vez mais vão jogar com eficácia e menos margem de erros. Estamos jogando com um time pré-profissional, a média é de 21 anos. São jovens que estão jogando pela primeira vez, estão pegando experiência. Estamos fazendo um trabalho pensando no futuro e a largo prazo. É importante este triunfo pela forma de jogar. Hoje era muito importante ganhar o jogo”, afirmou o treinador.

“Sabemos que temos jovens que precisam ganhar experiência, e você ganha experiência jogando. São jovens, não se pode ser categórico, é necessário um processo de adaptação e oportunidade de jogar. A medida em que forem jogando, vamos tendo conclusões. Mas estou muito contente com o que fizerem dentro de campo”, completou.

O Santos muda a chave e enfrenta o Barcelona, do Equador, nesta terça-feira, às 19h15 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

 

Formado em jornalismo pela Universidade Católica de Santos. Colaborou para o GloboEsporte.com, LANCE! e Esporte News Mundo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Futebol