Conecte-se

Mercado da Bola

Seis opções de executivos de futebol para o Santos

Não é de hoje que a figura do executivo de futebol é assunto entre os torcedores do Santos. No último triênio o Peixe teve nada menos que seis executivos de futebol na gestão José Carlos Peres/Orlando Rollo. O último, Felipe Ximenes, foi contratado durante o pequeno mandato de Rollo e saiu já na gestão do atual presidente Andres Rueda.

Rueda, aliás, é bastante cobrado pela torcida santista nas redes sociais por não ter contratado ainda um profissional para esta área. E foi pensando nisso que o Meu Peixão elaborou uma lista de 6 nomes de possíveis executivos que poderiam pintar no Glorioso Alvinegro Praiano.

Confira abaixo:

Alexandre Mattos – Sem clube

Foto: César Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação

Alexandre Mattos está sem clube desde a saída do Atlético Mineiro em janeiro desse ano. Mattos fez um ótimo trabalho montando o Cruzeiro bicampeão brasileiro em 2013/2014. Trabalho esse que despertou o interesse do Palmeiras, abastecido pelo dinheiro da Crefisa. Mattos desembarcou no Palmeiras em 2015 e lá conquistou a Copa do Brasil de 2015 e os Brasileiros de 2016 e 2018. Mattos costuma preferir a quantidade ao invés da qualidade na hora de buscar atletas.

Diego Cerri – Sem clube

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Diego Cerri está sem clube após deixar o Bahia no final do ano passado. Deixou boas impressões nos trabalhos pelo Nordeste, mais precisamente no Ceará e no Bahia. No time de Salvador, além da subida para a série A em 2016, Cerri ajudou ao Bahia a conquistar a Copa do Nordeste em 2017. Seria um bom nome para o Santos, já que costuma trabalhar com baixo a médio orçamento, situação atual do Santos.

>Veja mais notícias do Santos clicando aqui
>Siga nossa página no Instagram e Twitter
> Se inscreve no nosso canal no Youtube

Paulo Angioni – Fluminense/RJ

Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.

Com diversas passagens em grandes clubes do Brasil, Paulo Angioni faz bom trabalho atualmente no Fluminense. O clube carioca, bem como o Santos, costuma usar muito jogadores oriundos da sua categoria de base. Mesclando alguns bons reforços com os atletas formados no clube, Angioni ajudou o Fluminense a ir para a Libertadores após sete anos e lidera seu grupo com dois pontos a frente do River Plate.

Paulo Pelaipe – Botafogo/SP

Foto: GE – globoesporte.com

O gaúcho de 69 anos tem no seu currículo passagens por clubes como Grêmio, Fortaleza, Corinthians, Criciúma, Vasco e Flamengo. No Flamengo, Pelaipe foi um dos responsáveis por montar o time que venceu quase tudo em 2019, além de vencer o Carioca e a Copa do Brasil de 2013. No Santos, Pelaipe teria a chance de mais vez brilhar em um time de ponta do futebol brasileiro.

Sergio Papellin – Fortaleza/CE

Foto: Everaldo Nascimento/O Liberal

Sergio Papellin é um dos grandes responsáveis pela ascensão do Fortaleza nos últimos 4 anos. Sob a sua condução, o Fortaleza conseguiu ótimos resultados. Entre eles, a vaga inédita para a Copa Sul-Americana do ano passado, primeiro torneio internacional do clube e o título da série B do Brasileirão de 2018. Sergio Papellin seria capaz de fazer um bom trabalho com um orçamento apertado do Peixe.

Thiago Scuro – Red Bull Bragantino/SP

Foto: Filipe Rodrigues/GloboEsporte.com

Um dos melhores nomes – se não for o melhor – dessa lista é, definitivamente, o mais difícil de contratar. Thiago Scuro é o nome por trás da ascensão rápida do time de Bragança com o aporte da gigante austríaca. Thiago recusou recentemente proposta do São Paulo e renovou seu contrato com o Red Bull Bragantino até 2023. O executivo cairia como uma luva para tocar o futebol do Santos.

E você santista, qual desses nomes seria a melhor escolha para o Santos?

Leia Mais:

Cotado no Santos, Alexandre Mattos fala em honra de trabalhar no clube e comenta dificuldades orçamentárias

Já escreveu para Torcedores.com, ProSantosFC e Orgulho Santista. É torcedor do clube desde o nascimento.

5 Comentários

5 Comentários

  1. Floreal

    14 de maio de 2021 às 14:42

    Esqueceram do Marco Aurélio Cunha, hoje está prestando serviço ao Havaí. Bom relacionamento com as federações, conhece o clube, e já foi denunciado pela torcida São Paulina que era santista, depois de um vídeo onde aparecia cantando o hino do Santos com outras pessoas

  2. Samuel

    14 de maio de 2021 às 13:09

    Faltou o Giovane do Diário do Peixe.

  3. José Duarte

    14 de maio de 2021 às 13:08

    Não acho o Scuro o melhor pelo contrário, acho o pior de todos, errou em um monte de contratações no Red Bull, lá o dinheiro jorra, fica mais fácil.
    Cerri quase levou o Bahia a segunda divisão por dois anos.
    Fortaleza não é Santos desculpe, não serve como parâmetro.
    Matos tem que ter dinheiro e contrata muito mal vários jogadores.
    Desses os melhores trabalhos são do Angioni no Fluminense e do Pelalpe.quando esteve no Flamengo.

  4. Higor

    14 de maio de 2021 às 08:41

    Que matéria sem noção, vamos no Google pesquisar nomes de diretores de futebol para fazermos uma matéria.
    Thiago Scuro é CEO do RB, nunca sairia para descer um degrau num clube associativo do Brasil.
    Alexandre Mattos, cujo empresário é o mesmo do técnico e outros n jogadores do clube, é conhecido pelo mercado em ganhar comissão nas transações de jogadores…Diego Cerri, é o único da lista que se encaixaria, porém está negociando com o Grêmio.
    Já os outros, para tudo, nunca se destacaram como executivos de futebol.
    Há uma dificuldade extrema de entender as funções de um diretor de futebol…só quem vive um clube de futebol entende…e isso falta para essa diretoria.

    • Jefferson Oliva

      19 de maio de 2021 às 20:35

      Tem razão Higor…o Pelaipe só foi venceu a Libertadores, o Carioca e o Brasileiro pelo Flamengo em 2019…mas não foi bem

Deixe uma resposta

Anúncio

Veja Também

Mais em Mercado da Bola

%d blogueiros gostam disto: